Acesso à informação





Ações de comunicação, Contecc e eleições na pauta do plenário
Escrito por Bruno Firmino    Seg, 01 de Julho de 2019 10:23    PDF Imprimir E-mail

Brasília, 26 de junho de 2019.

Começou na manhã desta quarta-feira (26) a sessão plenária 1.497, do Confea. A mesa diretora dos trabalhos foi composta pelo eng. civ. e presidente do conselho, Joel Krüger, seu vice, o  eng. eletric. Edson Delgado, que tiveram ao seu lado o eng. civ. Antônio Carlos de Aragão, coordenador do Colégio de Presidentes de Creas, o eng. agric. Valmor Pietsch, coordenador do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), o eng. civ. Paulo Guimarães, diretor da Mútua, caixa de assistência e, pela primeira vez, José Antônio Latrônico Filho, coordenador nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica.

(da esq. para dir.) Latrônico, Aragão, Krüger, Delgado, Pietsch e Guimarães

Dos 328 processos da pauta ordinária, a Comissão de Ética e Exercício Profissional (CEEP), coordenada pelo eng. agr. Annibal Margon, responde por 224, e ainda pela manhã, começou submeter ao plenário os 15 processos relacionados a infrações ao Código de Ética. Das 44 decisões ad referendum, seis já foram apresentadas por Krüger e já aprovadas.

Mas os relatos de Margon e os comunicados do presidente do Confea  foram precedidos pela apresentação de seis decisões ad referendum de um total de 44. Lidas por Krüger, foram aprovadas. Na sequência, comunicados da presidência, da Mútua e de algumas comissões, como a de Assuntos Institucionais (Cais), foram apresentados.

Mais fotos no Facebook do Confea

Parcerias, diálogo e informes
Entre seus informes, o presidente do Confea falou do X Fórum de Gestores das Instituições de Educação em Engenharia, evento do qual o Confea é parceiro do Conselho Nacional da Educação (CNE), Associação Brasileira de Engenheiros, Ministério da Educação e Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O compromisso de amanhã, foi logo informado por Joel Krüger: participar do diálogo com o TCU, relativo ao uso do pregão. Já Paulo Guimarães falou de eventos como a Bahia Farm Show em que esteve ao lado dos presidentes do Confea e do Crea-BA, eng. civ. Luis Prado de Campos. “Aumentamos em 25 o número de associados e 30 aderiram ao Tecnoprev”, informou o diretor da Mútua.

Reuniões regionais e do Colégio de Presidentes, realizada em Aracaju (SE), e presença nas comemorações dos 85 anos dos Creas do Paraná e do Rio Grande do Sul, fizeram parte dos informes de Guimarães, assim como  o 10º fórum internacional de resíduos sólidos, onde a Mútua foi representada pela eng. agr.  Giucélia Figueiredo e o lançamento do projeto Cresce Brasil Engenharia de Manutenção, pelo Fórum Nacional de Educação (FNE).

O diretor da Mútua informou ainda, que a caixa de assistência teve seu programa de estágio reconhecido pelo certificado dado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).  
Ao dar os informes da Cais, seu coordenador, o eng. agr. João Bosco, deu conta das reuniões da comissão onde foram analisadas propostas enviadas pelo Colégio de Presidentes e pelo Cden e da realização das reuniões da Comissão Temática Recursos Hídricos e Minerais, do Grupo de Trabalho Sinapi/Sicro.

Ética, eleições e desafios
O conselheiro Margon, na qualidade de coordenador da Ceep, informou que entre os processos a serem relatados pela comissão, 30 tratam de infrações ao código de ética. Quanto ao GT Rastreabilidade, houve reunião dias 17 e 18 últimos, enquanto a Comissão Temática Crédito Rural estará reunida dias 01 e 02 de julho e já tem agendadas reuniões com o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Banco do Brasil (BB).

Também coordenador da Comissão Eleitoral Federal (CEF), Margon informou sobre o processo eleitoral 2019 que elege 1/3 do plenário federal. Amazonas, Ceará, Pará, Paraíba e o Distrito Federal, Pará, renovarão suas representações.  

Aragão, coordenador do Colégio de presidentes, por sua vez, informou que as propostas da reunião do CP, em Aracaju já haviam sido encaminhadas para comissões e plenário. Ele também anunciou que o próximo encontro será em agosto, em Natal (RN).

Latrônico, o coordenador nacional das Câmaras de Engenharia Elétrica, falou do plano de trabalho a ser concretizado na reunião de julho e se confessou preocupado com os desafios do país na área de produção, geração  distribuição de energia. “Temos que estar atentos ao assunto”, defendeu. Sobre a participação na 76ª Soea (Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia) - que acontece em setembro, em Palmas (TO) -, Latrônico falou que a Câmara definirá tema de painel e nome de palestrante.

Sobre o diálogo com o TCU relativo a pregões, Latrônico considerou “muito importante, a participação dos conselheiros”. Para ele, as entidades de classe têm que se manifestar quando os pregões são realizados nos estados. “Se for o caso, que protocolem suas manifestações junto ao Tribunal de Conta do Estado (TCE).

Kleber Santos, presidente da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab), lembrou da realização do Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), a ser realizado dias 20  e 23 de agosto próximo, no Rio e Janeiro: “Na programação, vamos tratar  da formação profissional, e sobre o Ensino a Distância (EAD), além de segurança alimentar”. Ao confirmar participação no CBA, Joel Krüger garantiu também que estará na inauguração da segunda inspetoria de Araripina, anunciada pelo presidente do Crea-PE, Evandro Carvalho, eng. civ., presente à plenária.

Entre as manifestações, o coordenador do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), eng. agric. Valmor Pietsch, solicitou que o Plenário se posicione contra o Projeto de Lei nº 617/2019, que pretende revogar o artigo 62 da Lei nº 5.194/1966. O dispositivo trata dos critérios que uma entidade de classe deve atender para poder eleger um conselheiro regional. “Se passar, o PL vai alterar todo o sistema profissional”, afirmou. Segundo Pietsch, o Colégio de Entidades Regionais do Paraná se mobiliza contra a matéria por meio de enquete da Câmara.

Entre os ad referendum assinados por Krüger, ele destacou o que prorroga o prazo de envio de trabalhos para o 76ª Soea/Congresso Técnico e Científico até as 23:59 horas do dia 18 de junho, e o que aprova a participação do Confea na realização do “X Fórum de Gestores das Instituições de Educação de Engenharia”. A prorrogação da vigência do termo aditivo ao convênio firmado com o Crea-RJ, referente ao Programa de Estruturação Física, também teve destaque.  

Campanhas de comunicação
Na parte da tarde, o plenário aprovou as ações de comunicação para o segundo semestre, conforme planejamento proposto pelo Conselho de Comunicação e Marketing (CCM) do Confea.

De ampla abrangência, a campanha prevê veiculação de assuntos de utilidade pública nas principais rádios jornalísticas de grande alcance no Brasil e gestão de comunicação pelas redes sociais proporcionando interação entre Conselho, profissionais e sociedade.

Também será divulgada série de vídeos documentais com a temática “Fiscalizar é Proteger”. Serão depoimentos de presidentes e fiscais de cada um dos 27 Conselhos Regionais destacando importantes trabalhos de verificação do exercício legal da profissão. O tema “Manutenção Preventiva” também está na pauta. A campanha irá alertar sobre a importância da manutenção em construções e lavouras, levando em conta alguns episódios trágicos ocorridos no país. As iniciativas “Contrate um Engenheiro” e “Expedição Safra” terão continuidade até o fim deste ano.   

Ao plenário, o gerente de Comunicação do Confea explicou que as ações têm sido discutidas no Conselho de Comunicação e Marketing (CCM), composto por conselheiros federais, coordenador de Câmara, presidente de Crea e representante da Mútua. “O sucesso das campanhas é fruto das discussões com todos esses entes”, destacou o jornalista Felipe Pasqualini ao agradecer a aprovação do planejamento para os próximos seis meses. Na oportunidade, adiantou que nesta semana teve início uma nova publicidade. “Com o tema ‘Fiscalizar é Proteger a Sociedade’, a campanha está rodando em cinco cidades, em média, do interior do Brasil.

Presidente da AEAC, eng. civ. João Batista Missé Júnior (2º da esq. p/ dir.)

Contecc
Os primeiros autores que tiverem trabalhos classificados para apresentação oral no Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia (Contecc) 2019 terão desconto no pagamento da taxa de inscrição. O valor que seria de R$ 250 após o dia 12 de julho, será de R$ 200.

A iniciativa, aprovada pelo plenário do Confea nesta quarta-feira (26), visa estimular a apresentação dos trabalhos de estudantes na 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea).  

De acordo com o calendário de atividades do Congresso, a divulgação dos resultados da avaliação dos trabalhos serão no dia 26 de julho, quando serão conhecidos os nomes dos primeiros autores dos 24 trabalhos classificados para apresentação oral.

Neste ano, o Contecc será em Palmas (TO), entre 17 e 19 de setembro, durante a 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea). Profissionais, estudantes e professores das áreas da Engenharia, Agronomia e Geociências irão se reunir para apresentar e outros para conhecer trabalhos técnicos científicos escolhidos, dos quais 24 serão selecionados para apresentação nas mais diferentes áreas temáticas e de atuação.


Entidade de classe registrada
Ao final da sessão, foi homologado o registro da Associação de Engenheiros e Agrônomos de Cajamar (AEAC) no Crea-SP, representada na ocasião pelo presidente eng. civ. João Batista Missé Júnior, que agradeceu a deliberação dos conselheiros federais. “Ter essa chancela do Confea é muito importante para os profissionais da cidade de Cajamar, que tem o maior pátio logístico da América do Sul , com quase 2 milhões de m² de área implantada e, por isso, o nosso número de engenheiros está crescendo na região”.



Beatriz Craveiro, Maria Helena de Carvalho e Julianna Curado
Equipe de Comunicação do Confea
Fotos: Mark Castro/Confea